SEXTAFEIRA
27/07/2018
agosto 29, 2018
SEXTAFEIRA
17/08/2018
agosto 29, 2018
Exibir tudo

03/08/2018

SEXTAFEIRA

Olá!

 

Li este texto em um site esta semana e decidi compartilhar, pois ele, na minha opinião, traz algumas verdades sobre o amor próprio, o que, muitas vezes, colocamos em segundo plano, de forma inconsciente ou consciente.

 

Espero que gostem, pois eu gostei.

 

“Faça um favor a si mesmo, vá embora!

 

Não insista em pessoas (amizades ou amores) que não fazem esforço nenhum para estar perto, para ouvir, para ligar e perguntar como você está, com um real interesse em sua vida. 

 

Levante-se, pegue sua dignidade e vá embora! Sem reclamar, sem questionar o que é inquestionável, apenas vá embora e siga o seu caminho.

 

Um dia você perceberá que as pessoas que acreditou que sempre estariam ao seu lado “não têm tempo”. Elas estarão ocupadas demais com a própria vida, as próprias escolhas e festas e histórias e trabalho, mas não terão tempo para você.

 

Na verdade, não é nada disso, porque todo mundo precisa de um amigo, todo mundo precisa de um amor. A diferença é que não é mais você, nem o amigo que importa ou o amor que ela (essa pessoa) quer. Vou dizer uma coisa que você detesta, mas sabe que é verdade: as pessoas têm, sim, tempo, é claro, mas escolhem gastar com outras pessoas.

 

Isso é tão normal. Não deveria ser, mas é. E tudo bem.

 

Não se culpe, não culpe o outro por não lhe dar mais a mesma atenção e cuidado que você ainda tem por ele.

 

Mas lembre-se de que essa é a deixa: levante-se, pegue sua dignidade e vá embora. Vá embora! Sem reclamar, sem questionar o que é inquestionável, apenas vá embora e siga o seu caminho.

 

Não insista em pessoas (amizades ou amores) que não fazem esforço nenhum para estar perto, para ouvir, para ligar e perguntar como você está, com um real interesse em sua vida. Não se demore em conversas que insistem em dizer sobre saudades, mas não diminuem as distâncias físicas.

 

Não fique onde não haja RECIPROCIDADE. Isso não significa que deve alimentar raiva ou mágoa. Significa que é a hora de você ser maduro o suficiente para se retirar, pois ali não há mais espaço para você. Porém, existem outros espaços incríveis aguardando a sua chegada.

 

Se você está achando injusto que não recebe de alguém o mesmo afeto que dá, é porque já passou da hora de seguir em frente. Ninguém é obrigado. Nem você.

 

Existe no mundo um bocado de gente precisando de carinho e atenção e com uma vontade imensa de retribuir. Preste atenção nessas pessoas, vá dividir com elas o seu melhor.

 

Algumas amizades ficarão apenas na história, alguns amores serão apenas pontes para uma boa mudança em você.

 

Aceite o que não depende só devocê: vá embora! Priorize o seu bem-estar e conserve o seu coração aquecido. Depois, priorize aqueles que estão ao seu lado porque ali querem permanecer. Dê valor às pessoas que não deixam que o tempo justifique suas ausências.

 

Camila Heloise”

 

Até a próxima sexta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *